Licença

Atormentada com trabalhos a serem feitos, livros a serem lidos, apresentações que devem ser feitas, conteúdos assimilados e pra completar, um único assunto tilintando num coração ávido por novo inquilino. Palavras não ditas sufocam!

A concentração vai pro espaço. Me encontro entre a linha tênue que divide razão e emoção. Estou como uma pessoa alcoolizada, bamba entre os dois lados, com um pé lá e outro acolá. E esse impasse emocional me faz tirar os pés do chão quando o momento mais pede enraizamento.

Mudanças devem ser feitas. A decisão foi tomada, estou me preparando para encarar o intruso frente a frente. Enquanto isso, vou tentando fazer as tarefas triviais.

Só me resta pedir licença ao Sonho, para que ceda lugar a Realização.

Vanessa Paiva

Aficcionada por tecnologia e tudo mais que for prático e funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário