É melhor não vender

Recentemente adentrei uma loja de elétroeletrônicos em Belém-PA e verificando as novidades, dentre elas a geladeira com tela mini LCD com um livro de receitas virtual que pode ser pesquisado quando quiser, me deparei com uma etiqueta curiosa numa geladeira da LG.

Ao invés do preço, constava a informação de que a venda estava suspensa, pois a fabricante não possui assistência técnica na cidade. 

Atitude esta muito bem quista, pois ao invés de retirar o produto do mostruário e ter que explicar para cada pessoa que o procurasse e não o encontrasse, optaram por deixá-lo a mostra e com o devido aviso explicativo.

E se engana quem pensa que a ausência de assistência técnica é algo raro, só ocorrendo em algumas cidades do Brasil e quiçá, nas com pequeno número populacional. Só para constar, no censo do ano de 2000 constava 1.280.614 pessoas residentes em Belém.

Ledo engano, se você comprar um notebook novo da HP e tiver algum problema com ele, deverá se dirigir a um posto de coleta para que o enviem para a central de fábrica que é concentrada em São Paulo. Com isso, aumenta o prazo de conserto e consequentemente, o da devolução. 

Seria até cômico, se não fosse desrespeitoso, você comprar um produto que é vendido nacionalmente, inclusive na sua cidade e não poder contar com assistência técnica local.

Numa situação dessas, fez muito bem a loja em informar ao consumidor que se ele tiver algum problema com seu eletrodoméstico, a via sacra será difícil. Assim quem sabe a fabricante se toca e providencie a devida assinstência que o consumidor deve ter.

Vanessa Paiva

Aficcionada por tecnologia e tudo mais que for prático e funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário