Acumular pontos pode custar caro

Os programas de fidelidade, que fazem você querer comprar em determinadas lojas só para acumular ponto são corriqueiros e cada dia mais pessoas aderem aos cartões de fidelidade.

Tá certo que se você costuma frequentar determinado supermercado, seja por empatia, pelo preço, localização ou qualquer outro motivo, por que não acumular pontos com o que você sempre faz?

Mas já o inverso, comprar em determinada loja só porque ela oportuniza adicionar pontos no seu cartão, pode ser uma furada. Furada por que? 

Como em qualquer compra, não se iluda em comprar em determinado lugar porque acumulará pontos que trocará mais tarde por algo que você nem usará.

Sabemos que a tática da economia é pechinchar, ou seja, esqueça os pontos e compre onde for mais barato, afinal economizar nunca sai de moda, já os programinhas de acúmulo de pontos para trocar por brindes, não.

Veja o exemplo a seguir:

Comparando o preço do Galaxy Note 8 na mesma loja, a diferença chega a R$135,00 reais. Como também já sabemos, não há brinde nenhum que saia de graça. 



Digamos que você na empolgação comprasse através do Dotz, você ganharia alguns pontinhos, mas gastaria R$135,00 a mais. Ah legal, 2000 e tantos pontos que renderão um brinde!

Ora, ora, ora, não se iluda, acumular pontos pode significar pagar mais para ganhar ao longo de alguns meses ou anos, atentando para o prazo de validade para eles não expirarem, por um... cabo USB 2.0. 

Oi? Isso mesmo, seus R$135,00 equivalem a um cabo usb por 2.000 e tantos Dotz. Cabo caro, não?

Vanessa Paiva

Aficcionada por tecnologia e tudo mais que for prático e funcional.