Mulheres naturalmente CLASSUDAS

Há pessoas e Pessoas, isso todos nós sabemos, assim como há gostos distintos, princípios, jeito de ser e outras diversidades de fatos e atos que nos diferenciam.

Mas como explicar a elegância? Se nasce elegante ou é algo que pode ser adquirido?

Isso é uma resposta tão profunda, filosófica e controversa que dá muito "pano pra manga". Ok, então vamos à outra mais direta e objetiva que chega a ser uma afirmação: Há mulheres naturalmente elegantes?

Sim e há muitos exemplos de mulheres naturalmente "classudas", elegantes, finas e quaisquer outros sinônimos compatíveis. Há muitas que admito ter fascínio e admiração principalmente pela forma de se portar e não cabe aqui ressaltar apenas a postura física, mas o jeito discreto, elegante e "classudo" de serem. E reparem que não importa o quão bonita seja uma roupa, se a pessoa não tiver postura, não adianta que o bonito não lhe cai bem.

Vejamos alguns exemplos reais?

Vamos à eles:


Maria Fernanda Cândido prova que classe não tem a ver com a roupa que se usa, nem com o corpo magérrimo, mas com o jeito de ser.

Carolina Ferraz, a "finésse" em pessoa.

Christiane Torloni, faz o tipo inatingível.

Sophia Loren, classuda e sexy.

Gisele Bundchen, elegante e despojada.

E a pergunta que não quer calar, a pessoa se torna "classuda" ou é algo nato?

De nada sei, mas algo me diz que para começar, ter classe significa saber carregar o seu próprio corpo e mais do que usar boas roupas, pode ser revelada em atitudes.

Vanessa Paiva

Aficcionada por tecnologia e tudo mais que for prático e funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário